MENU

16/10/2021 às 10h36min - Atualizada em 16/10/2021 às 10h36min

PMA prende e autua em R$ 5,8 mil comerciante por pesca predatória em local proibido

O infrator recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Foto: Divulgação
Policiais Militares Ambientais de Aquidauana, que trabalham na operação Hot Point, realizavam fiscalização no rio Aquidauana e prenderam ontem (14) às 23h30, um pescador por pesca predatória. Os policiais avistaram o infrator praticando a pesca em um local denominado Cachoeira do Morcego (local proibido para a pesca), localizada no Distrito de Camisão, a 18 quilômetros da cidade e utilizando um método proibido denominado “lambada” (Lançamento de garateia, que são anzóis soldados antagonicamente, em meio ao cardume e puxando bruscamente, capturando peixes pelo tronco).

O pescador já havia capturado quatro exemplares de pescado da espécie pintado e dois da espécie cachara, pesando ao todo 41 kg, os quais já havia armazenado em seu veículo Ford Fiesta. Havia três exemplares de peixes da espécie pintado que mediram 61, 66 e 71 centímetros e um exemplar de cachara medindo 76 centímetros, portanto, abaixo da medida mínima permitida por Lei, que é de 85 centímetros para a espécie pintado e 83 centímetros para a cachara.

O outro exemplar da espécie pintado media 141 centímetros, portanto, acima da medida permitida, que é de no máximo 125 centímetros. Além disso, ainda havia capturado pescado acima da cota permitida, visto que só poderia abater um único exemplar, conforme as espécies capturadas, o que também é crime. O pescado e o veículo foram apreendidos.

O infrator, um comerciante de 48 anos, residente em Aquidauana, recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde ele está sendo autuado em flagrante até agora pela manhã, por crime ambiental de pesca predatória e poderá sair depois de pagar fiança. O comerciante também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 5.820,00 pela PMA. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »