MENU

22/04/2021 às 07h44min - Atualizada em 22/04/2021 às 07h44min

​Alcinópolis, a Capital da Arte Rupestre de MS, festeja 29 anos de emancipação política.

A cidade que é modelo de integração com a natureza, por adotar políticas ecológicas em todos os segmentos, comemora 29 de desenvolvimento humano, social e econômico.

Leila P. Silva Morais
Foto: Divulgação
Alcinópolis começou a ser povoado em 1975 com o intuito de facilitar as condições de vida das pessoas que moravam nas fazendas. Teve seu início a partir de uma luta por educação para os filhos da terra. Essa bandeira fez com que Adolfo Alves Carneiro em 1965 contratasse da cidade de Mineiros (GO) a professora Romilda Costa Carneiro para ministrar aulas a seus filhos e filhos de seus empregados.

Em 1970, Romilda e seu esposo Alcino Fernandes Carneiro foram os interlocutores junto ao município de Coxim pela implantação da primeira Escola Primária da Região. Iniciou-se então um movimento para transformar a fazenda em uma cidade com toda infraestrutura necessária.
O município de Alcinópolis emancipou-se de Coxim em 22 de Abril de 1992.

Apesar de pequena, a cidade é repleta de encantos, especialmente para os amantes do ecoturismo. Considerada como a Capital da Arte Rupestre no Mato Grosso do Sul tem atrações como grutas, cânions, pinturas rupestres, animais silvestres e paisagens de “tirar o fôlego”. Os lugares mais visitados são: Parque Natural Municipal Templo dos Pilares, Monumento Natural Municipal Serra do Bom Jardim, Serra do Barro Branco, entre outras.

Confira algumas fotos:


Templo dos Pilares - Foto Divulgação



Templo dos Pilares - O Guardião - Foto Divulgação.


Gruta do Barro Branco - Foto Divulgação.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »