MENU

09/08/2021 às 08h20min - Atualizada em 09/08/2021 às 08h20min

Polícia identifica motorista que matou pai e filho em possível racha na Cônsul Assaf Trad

Polícia investiga outro veículo que estaria envolvido no acidente

MIDIAMAX
Foto: Divulgação
A Polícia Civil já identificou o motorista envolvido no suposto racha, que acabou na morte de pai e filho, na noite de sexta-feira (6), na Avenida Cônsul Assaf Trad, em Campo Grande. Um veículo Fox foi apreendido no bairro Nova Lima, na tarde deste sábado (7).

Informações apuradas pelo Jornal Midiamax apontam que a polícia investiga o outro carro envolvido no suposto racha. Um casal chegou a ser detido e levado para a delegacia, sendo liberados após depoimento já que não teriam envolvimento no acidente com morte. Na delegacia o casal contou que, o dono do carro havia saído e eles teriam ficado na residência a pedido do morador.

O carro apreendido no bairro Nova Lima, um Volkswagen Fox,  estava com danos no para-choque, capô e para-brisa. O veículo foi localizado depois de denúncias anônimas feitas pelo 190. Equipe da 11ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foi ao local.

Equipes do GOI (Grupo de Operações e Investigações) fazem buscas neste domingo (8) pelos envolvidos no acidente, que acabou na morte de Anador Lopes, de 72 anos, e o filho Joel dos Santos Lopes, de 38 anos.

O acidente

Anador Lopes, de 72 anos, e o filho Joel dos Santos Lopes, de 38 anos, estavam em uma Yamaha Factor e seguiam pela avenida, sentido ao bairro, quando foram atingidos por um veículo. Inicialmente, a polícia suspeitou de que o carro e outro veículo estariam tirando um ‘racha’. O motorista do carro fugiu do local sem prestar socorro, após atingir a motocicleta.

Anador prestava serviços no residencial Alphaville quando o filho foi buscá-lo. Na volta, ocorreu o acidente, ainda na região do condomínio. Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia estiveram no local.O caso segue em investigação, na tentativa de identificar o motorista envolvido, que pode responder pelo homicídio culposo.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »