MENU

30/07/2021 às 07h57min - Atualizada em 30/07/2021 às 07h57min

Oito pessoas da mesma família são presas por tráfico em operação contra o PCC em MS

Irmãos pagam de R$ 50 a R$ 100 para guardarem drogas na residência de outros membros da facção

MIDIAMAX
Foto: Divulgação
Oito pessoas foram presas durante a Operação Delivery, deflagrada pela Polícia Civil no município de Anastácio, distante 134 km da Capital, nesta quinta-feira (29). Eles são acusados de tráfico de drogas e membros da mesma família se organizavam para armazenar, distribuir e vender os entorpecentes.

Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em uma residência na Vila Assuí, em Anastácio. A casa pertence à uma família de mulher, de 42 anos, e filhos de 19 e 23. No momento também estava na residência a companheira de um dos filhos, de 19 anos. Durante as buscas foram encontrados 13 gramas de haxixe, droga conhecida como super maconha, e dinheiro.

Um dos moradores da casa lançou um objeto pela janela, e foi encontrada uma lata com duas pedras de pasta base de cocaína, pesando aproximadamente 75 gramas. A família é acusada de associação criminosa e tráfico de drogas.

Enquanto cumpriam os mandados, os policiais receberam uma segunda denúncia de que outro membro da organização criminosa estaria em frente à casa da família. A mulher, de 30 anos, tinha a função de “guarda-roupa”, ou seja, armazenar a droga. Na casa dela foram encontradas 16 embalagens de pasta base de cocaína, 10 porções e dois pedaços de maconha.

Ela confessou guardar o entorpecente para a família de traficantes. A esposa do rapaz de 19 anos também afirmou que a casa é utilizada para guardar e preparar a droga. Segundo ela, os irmãos pagam de R$ 50 a R$100 por mês para seu esposo armazenar os ilícitos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »