MENU

29/04/2021 às 07h37min - Atualizada em 29/04/2021 às 07h37min

​Projeto de Lei garante acesso gratuito a pessoas com deficiência em eventos esportivos realizados em MS

De autoria de Antonio Vaz, a proposição prevê que, em eventos esportivos realizados em Mato Grosso do Sul, seja dispostos 10% das vagas gratuitamente para pessoa com deficiência que for competidor e comprove renda mensal de até três salários mínimos

Leila P. Silva Morais com informações Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação
Foi aprovado em primeira discussão durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (28), a proposta que beneficia pessoas com deficiência praticantes de esportes. O Projeto de Lei 53/2021, de autoria do deputado Antonio Vaz (Republicanos),  prevê que os eventos esportivos realizados em Mato Grosso do Sul poderão dispor de 10% de suas vagas para inscrição gratuita de pessoa com deficiência que for competidor e comprove renda mensal de até três salários mínimos.

Conforme o autor da  proposta, o intuito da proposição é garantir a inclusão e o incentivo à participação de atletas com deficiência de natureza física, mental, intelectual ou sensorial em eventos esportivos ocorridos no MS, a proposição foca na necessidade de inclusão social das pessoas com deficiência, e sua participação efetiva em eventos esportivos.

"A prática de esporte é bom para todo mundo, isso é certo. Mas, para algumas pessoas, pode ter um efeito além do esperado, pessoas com deficiência podem se beneficiar ainda mais da realização de algum esporte, além dos benefícios para a saúde. É possível dizer que esse movimento de promoção da inclusão tem, antes de qualquer outra coisa, o potencial de fazer o bem de múltiplas formas e em múltiplas direções. Isso se dá porque os seus resultados voltam-se não apenas ao público ao qual se destinam mais diretamente, ou seja, às pessoas com deficiência, mas à comunidade como um todo, que se beneficia de um convívio mais harmônico e dotado de um maior sentimento de tolerância e pertencimento," explicou Vaz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »