MENU

24/11/2021 às 08h02min - Atualizada em 24/11/2021 às 08h02min

Sonora: Vereadores batem boca em sessão e discussão continua fora dela

Nervos se afloraram devido a divergências sobre Projeto apresentado sem a devida discussão e tempo.

IDEST
Foto: Divulgação/reprodução
Após posicionamento contra um Projeto de Lei, que segundo o vereador Fábio Sinuca (MDB), não houve tempo hábil para análise e possui pontos que merecem atenção e discussão, o presidente da Casa de Leis, vereador Dalmi Alves (DEM), acusou Sinuca de ficar brincando na sala e isso causou revolta no colega que rebateu dizendo que ele não é criança para ficar brincando e que o presidente deveria se retratar e dizer quem ficou com brincadeira.

Confira o vídeo ao fim da reportagem.

Sinuca chegou a pedir uma parte durante a fala do presidente, que recusou. “Diz senhor presidente quem ficou com brincadeira na sala? Na próxima sessão eu vou falar quem está de brincadeira aqui”, questionou Fábio.

Fábio justificou que foi contra o projeto porque ele foi apresentado fora do tempo hábil que é exigido para análise e segundo ele, mesmo que seja entregue em tempo, o projeto precisa ser discutido em reunião, assim como sempre é feito.

Assim que acabou a sessão, Fábio questionou o presidente sobre o que falou dele, sendo que não era ele que estava com brincadeira, de imediato Dalmi começou a esbravejar e discutir com o colega vereador, perdurando o bate-boca até a recepção, tendo que outros colegas intervirem para que não saísse fora do respeito.

Após a discussão nossa equipe conversou com Fábio e disse que o presidente extrapolou os limites em dizer no final da sessão que não colocou o projeto em discussão na reunião porque vereadores estavam com brincadeira na sala.

“Eu queria saber do que se tratava o projeto, perguntei e questionei na reunião e não tive resposta. Se tinha alguém ali com brincadeira, não era eu, eu não sou moleque e não estou aqui brincando de ser vereador, eu fui eleito para zelar pelo bem-estar de nossa população, se questionei, é porque tive um motivo e o presidente está brincando de Deus, achando que não temos voz nem vez dentro da casa de Leis e isso vai mudar pode ter certeza”, concluiu Fábio. 

O Projeto de Lei 359/2021 

Regulamentação das caçambas estacionárias de coleta de entulhos, containers e afins. Colocação de caçambas em vias públicas, tempo outras restrições, como tempo, local, sinalização e tamanho.

Também votaram contra a colocação do projeto em votação, os vereadores Laudir Junior (MDB) e Flavia Vasconcelos (PDT). Ambos alegaram o mesmo motivo, falta de tempo para análise e tramitação do Projeto de Leis.

"Fui contra o projeto 359/2021 por que estamos ainda em uma pandemia e os empresários já foram muito prejudicados e trazendo mais essas exigências, restrições e imposições em um momento como este, vai trazer despesas a eles, podendo causar danos irreversíveis como fechamento de postos de trabalho ou pelo menos impedir que novos empregos sejam gerados e também compactuo com meus colegas, que o projeto podia ter sido mais discutido e analisado", concluiu Flávia.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »